Fazenda Benjamim

Elder Antonello é produtor de leite e vive na cidade de Seberi, no Rio de Grande do Sul. Sua propriedade, a fazenda San Benjamim, conta com um rebanho de 216 animais, sendo 110 vacas em lactação, 91 novilhas e 15 vacas secas. Em 2014, Elder decidiu instalar em sua propriedade o inovador sistema de ordenha robotizada, o VMS™. Sendo a primeira fazenda gaúcha a ter um robô de ordenha em suas instalações, o objetivo de Elder é administrar a fazenda de maneira mais gerencial, atribuindo mais qualidade de vida à sua família e funcionários, bem estar aos animais e uma maior produtividade. Confira abaixo:

DeLaval: Conte-nos sobre sua trajetória como produtor deleite e como se deu a decisão pela atividade leiteira.

Elder Antonello: Minha família sempre esteve ligada à atividade leiteira. Meus pais já atuavam no setor em uma pequena propriedade e tinham uma produção média de 150 a 200 litros/dia. Em 1998, resolvemos investir mais na atividade. Então, meus irmãos João, Edemar e eu, tocamos a fazenda Benjamim, homenagem ao nosso pai já falecido, Benjamim Antonello. Nossa propriedade trabalha com um plantel de animais de alta genética de raça holandesa. Decidimos continuar na atividade leiteira devido à paixão pela produção de leite e, também, porque a  remuneração é mensal.

DeLaval: Qual era o sistema utilizado antes de optarem pelo VMS™?

Elder Antonello: Antes nós utilizávamos o sistema de semi-confinamento, onde após a ordenha os animais são encaminhados para uma suplementação com silagem e ração. Logo depois desta suplementação, os mesmos seguem para as pastagens em sistema de piquetes. Lembrando que o sistema de ordenha era canalizado 2 x 6.

DeLaval: Qual foi a razão pelo investimento em ordenha robotizada?

Elder Antonello: Por ser basicamente um conceito diferenciado de ordenha, ou seja, pensamos em nossa qualidade de vida, no bem-estar dos animais aliado à capacidade de produção com enfoque gerencial em nossa propriedade.

DeLaval: Porque a opção pela DeLaval e o que está achando da parceria e a forma como os trabalhos estão sendo conduzidos?

Elder Antonello: Optamos pela DeLaval pela qualidade de seus produtos e pelo atendimento durante a negociação como um todo, oferecendo-nos garantias e firmeza no planejamento do projeto. Conhecemos a DeLaval por ser uma empresa séria, compromissada com o produtor. Além disto, o acompanhamento dos técnicos tem sido eficiente, sempre estão prontos a nos orientar quando necessário.

DeLaval: Como o senhor imagina e planeja o futuro de sua produção de leite?

Elder Antonello: Atualmente produzimos aproximadamente 3000 litros de leite/dia. Acredito bastante na produção leiteira, espero entrar no próximo ano de 2015 atingindo uma produção de 5000 litros/dia com um gerenciamento de rebanho profissional.

At DeLaval we use cookies to make your website experience better. You can change your web browser settings if you do not allow cookies or do not want cookies to be saved. Read more about how DeLaval handles cookies. I have read and accepted the information on how DeLaval handles cookies.